ilustração de JP Veiga

JOãO PAULO LOPES DE MEIRA HERGESEL
ESCRITOR

------------------------------------------------------------------------------

Email: jp_hergesel@hotmail.com
Estado: SP
Conheça mais sobre o autor em http://escritorjp.blogspot.com


------------------------------------------------------------------------------


Perfil


Doutorando em Comunicação na Universidade Anhembi Morumbi (UAM) e bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (PROSUP/Capes), João Paulo Hergesel é mestre em Comunicação e Cultura e licenciado em Letras pela Universidade de Sorocaba (Uniso). Dedica-se à produção literária, com foco na literatura infantojuvenil, e à pesquisa na área da Narrativas Midiáticas com foco no estudo do estilo.

Foi funcionário do Departamento Municipal de Educação, professor de Técnica e Metodologia de Redação e jurado-avaliador de concursos literários. Publicou, além de textos literários, artigos com temas direcionados à área de pesquisa acadêmica. Realizou um projeto de pesquisa com foco na análise do estilo presente na escrita cibernética; outro sobre a relevância de recursos estilísticos em webséries. Também monitorou grupo de estudos em Literatura Brasileira Contemporânea e contribuiu como colunista para jornais locais.

Tem experiência com edição de livros (revisão gramatical, copidesque e orientações textuais) e outros materiais didáticos. Atualmente, desenvolve projetos nas áreas de Língua Portuguesa, Comunicação e Cultura, especialmente envolvendo os Estudos Televisivos. Mantém, sobretudo, um projeto de pesquisa que visa à análise estilística das narrativas construídas em programas de auditório produzidos pelo Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

------------------------------------------------------------------------------


Livros publicados


Como calar a boca de um dragão
Alumínio: Jogo de Palavras, 2017.

Uma princesa vilã e um dragão bonzinho não são personagens muito comuns em contos de fadas. Mas quando o dragão é um animal de estimação que só sabe resmungar o dia todo, a paciência da princesa adolescente não consegue suportar tanto chororô. As tentativas de se livrar do animal gigante que mora nos fundos de seu palácio fazem com que a garota mescle o mundo contemporâneo da floresta encantada com o universo mágico da internet, mesmo que os resultados não sejam tão satisfatórios quanto as expectativas.
Trabalho premiado com o 1.º lugar no Concurso de Contos Infantis do SESC-DF (2012).

***

Nectarinas
Alumínio: Jogo de Palavras, 2016.

“Com criatividade incessante e facilidade em brincar com as palavras, João Paulo Hergesel, ao reunir suas crônicas neste Nectarinas, transforma situações do dia a dia em loucuras deliciosas e emocionantes. As figuras de linguagem utilizadas de forma brilhante nos cativam e encantam pelo minucioso trabalho de sua escrita. São histórias com adolescentes, amores platônicos, paixões nacionais, vingança, tragédia, dúvidas, indecisões, faculdade, velhice e morte, com muitas metáforas divertidas, que refletem o humor ácido do autor. Este livro, que é uma viagem prazerosa pelo universo de esquilos, vacas, gatos, pavões, cachorros e minhocas, recheado com nectarinas, bananas e creme de leite, mexe com sentimentos e sensações que, certamente, despertarão nos leitores a paixão pela forma única e irreverente da escrita de Hergesel.”

Palavras de Francine de Oliveira Palma,
professora da rede municipal de Sorocaba.

***

Aproveita, Julieta!
São Vicente: Costelas Felinas, 2015.

"Não há como conhecer a prosa deste paulista e não vê-la com aquele véu mágico do desvelar de qualquer livro que nos marcará profundamente [...]. João me cativa por sua poesia, a mesma agora que é oferecida em doses generosas neste livro. Como colega escritor, sei a dificuldade de se despir da camada mais profunda de estética para abarcar a imensidão profunda (e profana, por que não?) de qualquer experiência a ser reduzida num poema. Ser poeta é permitir ser destrinchado com os mais diversos olhos e objetos metálicos... E João renuncia a isso com toda a delicadeza e a certeza suicida de que jamais vai ser o mesmo. É por isso que João merece ser lido. João deve ser lido."

Trecho do prefácio de Douglas Marques,
amigo, escritor e bacharel em Direito.

***

Estilística aplicada à websérie
Saarbrücken (Alemanha): Novas Edições Acadêmicas, 2015.

Webséries são narrativas audiovisuais produzidas para a internet e disponibilizadas para acesso exclusivo no meio cibernético. Essa particularidade tende a caracterizar uma estrutura linguística que requer atenção quanto aos aspectos estilísticos dos textos verbal, visual e sonoro coexistentes para a confecção do produto. Supostamente devido à atualidade do tema, é perceptível a carência de bibliografia no que se diz respeito à sensibilidade pela linguagem aplicada à websérie. Partindo dessa premissa, esta pesquisa traz como objeto principal de estudo a websérie brasileira Crises Inúteis de um Relacionamento Qualquer. A intenção é desvendar, por meio de uma análise de forma/conteúdo e adotando a Estilística como metodologia, como os recursos expressivos são aplicados em uma narrativa audiovisual veiculada na esfera digital. Trabalho realizado sob orientação da professora doutora Míriam Cristina Carlos Silva.

***

11 de março
Guaratinguetá: Penalux, 2015.

O mundo é cruel. Se determinado ser ou situação não se enquadra nos padrões éticos e estéticos impostos pela sociedade, surge a rejeição. Com a Literatura, também é assim: torna-se preciso amordaçar a criatividade para que os críticos aceitem engolir a logorreia vomitada pelo autor. Sim, até para vomitar, a beleza é necessária.
Mas nem tudo que é belo é confortável. Este é justamente o propósito da arte: provocar desconforto. 11 de março, portanto, reúne contos assim: perturbadores. Contos negligenciados. Contos que, por não respeitarem o aroma primaveril do jardim de borboletas, não puderam sequer concorrer a alguns prêmios literários.
A única instrução válida para apreciar a obra é que o leitor se prepare para sofrer: chorar, orar, sentir dó, dor, dormir e ter pesadelos com casos de terrorismo, maus tratos, abuso sexual, canibalismo e outros temas que não se preocupam com a política do bom cidadão. Mas o sofrimento temporário até vale a pena, já que a vida também é temporária – e, quando menos se espera, todos estão descansando em paz.

***

Um perfume chamado Dri
Sabará: Aaatchim!, 2014

Adriana, ou Dri, se você preferir, é a protagonista desta história. Uma menina romântica, indecisa e, como ela mesma diz, rainha das esquisitices. Angústia, aventura, lágrimas e amor fazem parte da vida de todo adolescente. Aqui não será muito diferente.
Acrescente um pouco de confusão, uma dose de magia (pode acreditar, magia, sim!) e... uma estranha previsão feita por uma macaca vidente.
Achou esquisito? Mágico? Surpreendente?
Veja você mesmo!

***

Um gato caolho do rabo comprido
Alumínio: Jogo de Palavras, 2013

Contos de fadas são histórias maravilhosas, recheadas de fantasia e do imaginário, com personagens irreais (bruxas, fadas, animais falantes) e que quase sempre trazem um final feliz. No entanto, há histórias que as fadas não contaram.
Inspirado em narrativas universalmente conhecidas, Um gato caolho do rabo comprido narra em primeira pessoa as aventuras que já viveu e as situação que já presenciou em sua vida de animal de rua. Ele mergulha nas histórias já conhecidas e as apresenta sob uma nova perspectiva, sob um "olhar caolho" e se estende em detalhes nunca antes inventados, pois mete o "rabo comprido" inclusive onde não é chamado.
Obra premiada com o 1.º lugar no Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados), Literatura Infantil, edição 2012.

***

Estilística Cibernética
Guaratinguetá: Penalux, 2013

A Estilística surgiu com o intuito de analisar o estilo característico de um indivíduo, seja no contexto linguístico ou artístico, e compreender a escolha de determinados elementos aplicados à linguagem. Ela sempre ocupou um grande espaço no estudo da retórica e da escrita clássica; no entanto, vivemos um momento em que as palavras deixaram de existir apenas no papel e passaram a integrar o mundo digital. Diante das tecnologias emergentes e do pensamento do homem contemporâneo, novos aspectos estilísticos apareceram: abreviações, alongamentos, alterações na pontuação e outros recursos que são apresentados e discutidos no livro de João Paulo Hergesel.
Além de introduzir novas ideias, Estilística Cibernética ainda retoma os recursos estilísticos convencionais, expondo e revisando conceitos de mais de 150 figuras de linguagem, de dezenas de vícios, de diversas virtudes do estilo, das funções de linguagem e até mesmo das leis da estética, sempre utilizando a escrita das redes sociais como forma de contextualização. Para atingir maior credibilidade, o autor fundamentou todo o referencial teórico nos estudos de Charles Bally, Pierre Guiraud, José Lemos Monteiro, Nilce Sant’Anna Martins, Manuel Rodrigues Lapa, Henri Suhamy e outros especialistas consagrados na área.
Esta é uma obra acadêmica recomendada a linguistas, escritores, professores, editores, estudantes de língua portuguesa e demais interessados nas novidades relacionadas à ciência da expressão.

***

Anilina, Ziguezague e Désirée
São Paulo: Patuá, 2011

A combinação de três das características mais marcantes do autor – inteligência, criatividade e bom humor – deu origem às situações inusitadas e hilariantes que você, leitor, encontrará nos contos de Anilina, Ziguezague e Désirée.
Através de seus textos, o autor nos transporta magicamente ao seu mundo imaginário de tal forma que, como num sonho, passamos a fazer parte da história e conseguimos realmente sentir o que cada personagem sente, seja alegria, medo, frustração e até aquele friozinho na barriga.
Então, prepare-se para mergulhar em um mundo surreal de gatos empresários, mimeógrafos com depressão, personagens que saem de seus livros, caroços de abacate aterrorizantes, bússolas falantes e outras situações que só poderiam ter saído da imaginação única e surpreendente do João Paulo.

Palavras de Aryana Ceretta de Araújo,
professora de Língua Inglesa.

***

20 Contar
Belo Horizonte: Virtual Libri, 2008

20 Contar é uma coletânea composta por vinte textos, sendo eles crônicas, fábulas, contos e microcontos. São textos que vão de pequenas anedotas até casos de paixão platônica. Mas sempre escrito com bastante inteligência e humor por esse jovem autor.

------------------------------------------------------------------------------


Prêmios


2017
· Menção honrosa no VI Concurso Literário Oliveira Caruso (Reino dos Concursos).
· Menção honrosa no VI Concurso Literário da Natureza (Reino dos Concursos).
· Participação no 6.º Conc. Lit. de Itaporanga – Erudito (Fund. José Francisco de Sousa).
· Participação no 6.º Conc. Lit. de Itaporanga – Popular (Fund. José Francisco de Sousa).

2016
· Menção honrosa na 1ª Seleção de Originais da Editora Bambolê (Editora Bambolê).
· 1.º lugar no 12.º Conc. Lit. Acrísio de Camargo (Secretaria de Cultura de Indaiatuba).
· 1.º lugar no 12.º Concurso Literário Mario Quintana (Sintrajufe).

2015
· 3.º lugar no Prêmio Ganymedes José (União Brasileira de Escritores - UBE/RJ).
· Classificação no 18.º Concurso Alípio Mendes (Ateneu Angrense de Letras e Artes).
· Certificação de Qualidade Literária (Câmara Brasileira de Jovens Escritores).
· Menção Honrosa no Concurso Nacional de Crônicas "Raul Gomes" (Ponta Grossa/PR).
· Classificação no 4.º Concurso Literário (AMLAC – Vinhedo).
· Classificação na Fase Municipal do Mapa Cultural Paulista - Conto (Abaçaí).
· Classificação na Fase Municipal do Mapa Cultural Paulista - Crônica (Abaçaí).
· Classificação na Fase Municipal do Mapa Cultural Paulista - Poema (Abaçaí).

2014
· Moção de Aplauso n.º 17/2014 (Câmara Municipal de Alumínio).

2013
· Menção honrosa no IX Concurso de Trovas (UBT Maranguape)
· Menção especial no IX Concurso de Trovas (UBT Maranguape)
· 1.º lugar no 16.º Encontro de Pesquisadores (Universidade de Sorocaba)
· Seleção no III Prêmio Literário Cidade Poesia (ASES – Bragança Paulista)
· 1.º lugar em contos no 3.º Concurso Literário (AMLAC – Vinhedo)

2012
· Melhor Abertura – 8.º Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados)
· Melhor Estilo – 8.º Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados)
· Melhor Terror – 8.º Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados)
· Classificado no IX Concurso virArte (Movimento virArte)
· 3.º lugar no Concurso 100 Palavras para Deixar Sem Palavras (Prefeitura de Americana)
· 2.º lugar em poesia no 3.º Prêmio Literário Legislativo (Casa do Poeta Caçapavano)
· 1.º lugar em conto no 3.º Prêmio Literário Legislativo (Casa do Poeta Caçapavano)
· 3.º lugar em prosa (conto) nos Jogos Florais (Clube de Futebol Os Bonjoanenses)
· Classificação no 6.º Cancioneiro Poético – segunda etapa (Instituto Piaget Portugal)
· Classificação no 12.º Concurso de Poesia (Universidade Federal de São João Del-Rei)
· 1.º lugar em Contos de Fadas no Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados)
· Placa de homenagem por representar o corpo discente (Universidade de Sorocaba)
· Selecionado no Concurso Rubem Braga (Prêmio SESC/DF de Literatura)
· 1.º lugar no Concurso Monteiro Lobato (Prêmio SESC/DF de Literatura)
· 1.º lugar em poesia no 2.º Concurso Literário (AMLAC – Vinhedo)

2011
· Classificação na Fase Regional do Mapa Cultural Paulista (Abaçaí)
· Classificação na Fase Municipal do Mapa Cultural Paulista (Abaçaí)
· Neófito da Ordem no Prêmio Cultural Landa Lopes (Academia Alquimia das Letras)
· Melhor abertura do Desafio de Verão dos Escritores (Câmara dos Deputados)
· Menção honrosa no Concurso de Crônicas Fernando Vasconcelos (Ponta Grossa/PR)
· 1.º lugar no Concurso de Poesias Brasil Pinheiro Machado (Ponta Grossa/PR)
· Moção de Aplauso n.º 14/2011 (Câmara Municipal de Alumínio)
· Melhor texto teatral do 7.º Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados)
· 1.º lugar no Prêmio Fábio de Carvalho Noronha (Acad. de Letras de S. J. da B. Vista/SP)
· Menção honrosa no VIII Prêmio Barueri de Literatura (Prefeitura de Barueri/SP)
· Classificação no Concurso Literário Falando de Amor II (Casa do Novo Autor Editora)
· 1.º lugar em crônica no 1.º Concurso Literário (AMLAC – Vinhedo)
· Classificação no Concurso Literário Letras aos Corvos (RHS Editora)
· Classificação no Concurso de Microcontos (Geração Editorial)
· 2.º lugar em micropoesia no Concurso Literário Letras no Palco 2011 (UNEAL)

2010
· Classificação no VII Concurso Poético VirArte (Movimento VirArte)
· Classificação no Concurso Literário Falando de Amor (Casa do Novo Autor Editora)
· Classificação no Concurso O Pensador IV (Academia Itapemense de Letras)
· Menção honrosa no I Concurso Literário da Cidade (Vitória de Santo Antão/PE)
· Classificação no 6º Concurso Poético Infanto (Instituto Piaget Portugal)
· 1.º lugar no Prêmio Fábio de Carvalho Noronha (Acad. de Letras de S. J. da B. Vista/SP)
· 1.º lugar no XIX Concurso Literário da Uniso (Universidade de Sorocaba/SP)
· Classificação no 5.º Festival de Contos e Poesias (Prefeitura de Santa Lúcia/SP)
· Participação no XI Concurso Agostinho Gomes (Biblioteca Ferreira de Castro)
· Classificação no Concurso Literário Letras da Paixão (Casa do Novo Autor Editora)
· Classificação no Concurso Literário Com a Palavra (Casa do Novo Autor Editora)
· Classificação no Concurso Literário Poesia e Prosa de Verão II (Taba Cultural Editora)
· 1.º lugar no Concurso Literário Pérolas da Literatura (Prefeitura de Guarujá/SP)
· Classificação no 1.º Concurso Estudantil de Crônicas (Ponto de Cultura da V. Prudente)
· Classificação no Concurso Literário Regional (Prefeitura de Boituva/SP)
· Melhor texto infantojuvenil do 6.º Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados)
· Moção de Aplauso n.º 18/2010 (Câmara Municipal de Alumínio)
· Classificação no Concurso Literário Letras no Brasil (Taba Cultural Editora)
· Classificação no Prêmio Jornal Cruzeiro do Sul de Literatura (Jornal Cruzeiro do Sul)

2009
· Classificação no Projeto Pão e Poesia (Prêmio Pontos de Mídia Livre)
· Classificação na Fase Municipal do Mapa Cultural Paulista (Abaçaí)
· Classificação no 28.º Concurso Literário da UNISO (Universidade de Sorocaba)

2008
· Classificação no Concurso Literário Palavras do Coração (Casa do Novo Autor Editora)
· Classificação no 4.º Festival de Contos, Poesias e Crônicas (Pref. de Santa Lúcia/SP)

2007
· Classificação no Concurso Literário Saia do Casulo (Jornal O Casulo)

2003
· 1.ª colocação no Concurso da 26.ª SIPAT (Companhia Brasileira de Alumínio)

2001
· Classificação no Concurso de Desenho e Redação (CONSEG – Alumínio/SP)

------------------------------------------------------------------------------


Anilina, ziguezague e Désirée (contos juvenis)

Um gato caolho do rabo comprido (contos de fada)

Um perfume chamado Dri (romance juvenil)

Como calar a boca de um dragão (prosa infantil)


***